Lean e os Métodos ágeis na transformação Digital

O cenário macroeconômico aponta um tímido crescimento para 2018, exigindo um esforço cada vez maior das Organizações para navegarem em um ambiente complexo, volátil, incerto e com um mercado cada vez mais exigente.

A grande motivação e explosão do uso de métodos ágeis surgiu após um estudo do MIT revelar que cerca 30% dos projetos são cancelados antes de serem concluídos devido, principalmente aos custos superarem 100% do Orçamento previsto.

Inicialmente aplicado às áreas de Tecnologia e Desenvolvimento, as práticas ágeis resgataram a proposta do Lean, cuja filosofia de gestão foi inspirada em práticas e resultados do Sistema Toyota, cuja essência prega o “zero” desperdício.

A transformação Ágil pode ser iniciada com a seguinte abordagem:
1. Mudança do Mindset – Implica em uma mudança expressiva na forma de pensar e realizar os trabalhos. A ordem do dia é : Pequenas entregas, de forma rápida e com qualidade.

2. Reestrutura da Empresa – Se torna necessário na medida em que envolve uma mudança cultural na forma de pensar. Quebrar os “feudos” e “silos” existentes. Áreas de negócio e tecnologia devem atuar juntas o tempo todo. Acabar com a cultura da “culpa” e atuar de forma colaborativa.

3. Comunicar – Buscar recursos visuais e interativos para que todos incorporem essa nova forma de pensar. Vale cartazes, a prática de post-its em murais no uso da metodologia, Intranet, etc.

4. Priorizar Porfólio – Fundamental que haja uma visão de futuro, classificar o que de trará uma receita mais expressiva. Uma técnica que poderá ser utilizada é a regra 80/20 que consiste em uma análise para identificar, por exemplo, 20% dos projetos que serão responsáveis por 80% do crescimento das receitas.

Um Grande Abraço.
Luis Buratini

Fonte de Referencia:
Texto de Viviani Barcellos publicada na revista CIO em nov/17
http://cio.com.br/gestao/2017/11/25/lean-change-management-ajuda-na-transformacao-digital/